Main Page

O reino de Maavalli foi formado há 800 anos. Ele foi constituído por um conselho de grandes feiticeiros que construíram a grande muralha. Todo o país ocupa uma área em forma de círculo com um raio de cerca de 500km. A área total do país é cerca de 800000 km2 e a extensão da muralha é de pouco mais de 3000km (altura média de 200m e largura de 20).

Dentro dos limites da muralha, existem desde cidades densamente povoados até fazendas extensas, minas, lagos e densas florestas. Por oitocentos anos, a população de Maavalli pouco sabe o que se passa no exterior da muralha. Com exceção do exército, nenhum cidadão tem permissão para sair.

No centro do reino há uma imensa torre com quase 3km de altura. Nessa torre vive o conselho governante (não se sabe ao certo se são os mesmos que construíram a muralha). Dessa torre partem todas as ordens e comandos de Maavalli. O comando do exército também está localizado nessa torre. Poucos cidadãos tem acesso à mesma. Apenas senhores das casas mais importantes possuem acesso direto com o conselho governante.

Maavalli possue suas terras dividas em 6 anéis a partir da torre central. Entre cada anel existe uma pequena muralha. Essas muralhas interiores foram construídas ao longo de 800 anos por trabalhadores. Seu propósito é apenas realizar a divisão social entre os cidadãos do reino. A espessura dos anéis varia entre 30km (anel mais próximo da torre) e 200km (anel mais próximo da muralha).

Dentro de cada anel de Maavalli há diversos sub-reinos cujos senhores prestam juramentos para senhores de níveis imediatamente superiores ou diretamente para o conselho governante. Quanto mais próximo da torre central, mais próspero e menos densamente povoado é o reino. Além disso, mais poderoso é o seu senhor. A projeção atual é de cada senhor comande 3 senhores do nível inferior. Assim, o número total de sub-reinos chega a 1092.

Dentro de cada reino, o senhor é absoluto. Todas as suas decisões são soberanas a não ser quando contrariam uma decisão de um reino de um lorde superior ou da torre central. Dificilmente um senhor de nível superior visita níveis inferiores. Os casos mais comuns em que isso acontece são uma intervenção militar ou posse de um novo senhor.

A população de Maavalli abrange diversas raças e todas são obrigadas a conviver pacificamente. Alguns reinos são compostos basicamente da mesma raça (elfos, anões e até mesmo orcs). Os reinos mais pobres possuem uma mistura maior de raças.

Além dos muros de Maavalli, existe uma grande quantidade de Golens dos mais variados tipos. São criaturas de até 10 metros de altura dos mais variados tipos (carne, madeira, pedras etc) que atacam qualquer criatura que se aproxime. Em algumas ocasiões, grupos de Golens se organizam e atacam alguma parte da muralha. A população que mora ao redor consegue sentir as vibrações dos ataques mas o pânico geralmente não é generalizado (são fatos relativamente comuns). Quando tais ataques ocorrem, o exército é acionado para lutar contra os Golens. Uma vez que as criaturas param de atacar, o exército recua pois não faz sentido tentar lutar contra mais Golens que o necessário.

Outro sinal que vem de fora da muralha e pode ser sentido é o raio noturno. Em algumas noites, é possível ver um raio azul claro que corta o céu. Esse raio parece vir de algum ponto distante do horizonte e sua origem e propósito são desconhecidos.

Há poucos conflitos entre os reinos. Os casos mais comuns são disputas locais por recursos ou troca de poder. Entre os senhores de reinos, é aceito a existência de tais conflitos uma vez que é única maneira de ascensão social possível além da nomeação formal por parte da torre central.

Main Page

Contos de Maavalli renato_horta renato_horta